Skip to content

Preto e branco é cool

Por Chico Barbosa

Nada contra imagens coloridas. Muito pelo contrário. Tons exuberantes, por si só, têm o dom de trazer alegria. Quanto mais acentuados, mais expressões de encanto e sorrisos arrancam. Está aí umas das imagens produzidas pelo fotógrafo norte-americano David Lachapelle (reprodução de um livro da Taschen), para defender meu ponto de vista.

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Mas o contrário dessa constatação está longe de provocar o sentimento oposto. Fotos em preto e branco têm um charme especial. Independentemente do que retratam, parecem atemporais até.

Fiquei pensando nisso ao visitar, tempos atrás, uma exposição que celebrava o centenário do fotógrafo Irving Penn, no Instituto Moreira Salles, em São Paulo. A mostra abrangia várias fases da carreira desse mestre das lentes, trazendo inclusive composições coloridas. Mas as obras em preto e branco ganharam os holofotes.

Ok, ok, é preciso dizer que quem faziam as poses eram figuras icônicas e celebradas como Pablo Picasso, Marcel Duchamp, Audrey Hepburn (foto no topo da página), gente que tem seu próprio brilho. Pois ele, o brilho, é tamanho, que as cores poderiam até interferir no impacto visual.Voltei para casa, planejando chegar ao escritório no dia seguinte e folhear todos os livros em preto e branco de que disponho. O assunto já me vinha cutucando havia algum tempo. Não me faltavam ideias de projetos de livros sobre os mais variados temas que, em comum, teriam apenas o preto e o branco e suas sutis variações. 

E a primeira oportunidade não demoraria a aparecer. Em 2019, quando estava criando o projeto editoria do livro Audi do Brasil: passado, presente, futuro, o fotógrafo Andreas Heiniger, parceiro no projeto, sugeriu lançar mão de imagens preto em branco no capítulo “Unidos pela marca”, que traz os personagens e sua relação com a marca. A oposta, validada pelo diretor de arte Roberto Cippola, foi acertada.

Mais não digo. O livro, como se pode notar nas amostras abaixo, não precisa de mim para fazer sua própria defesa…

Se quiser baixa a versão digital do livro, é só clicar aqui: Audi do Brasil: passado, presente, futuro

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem

Este post foi publicado em minha página no LinkedIn e é uma extensão de “Preto e branco é cool”, publicado em setembro de 2018.

Blog