Skip to content

Car & Fun: Do aço se fez arte

Por Chico Barbosa

O escultor norte-americano John Chamberlain ganhou notoriedade no mundo das artes a partir da década de 1960. Seus trabalhos eram criados a partir de aço moído ou de peças de carros retorcidas. Agia de forma intuitiva, sem um projeto inicial, uma forma de criação que remetia ao Expressionismo Abstrato. Tempos depois, ele começou a trilhar pela Pop Art, fazendo companhia a Andy Warhol e seus contemporâneos, chamando ainda para si os holofotes.

As peças de Chamberlain nem sempre podem ser chamadas de belas, mas certamente são intrigantes, nos estimulando a tentar entender como se deu aquela engenhoca estética. Foi o que correu comigo quando as vi de perto no Museu de Arte Contemporânea de Loas Angeles, o Moca.

Obs: texto publicado originalmente no blog Car & Fun, da Exame

O projeto “Car & Fun: o carro na arte, a arte no carro” mostra obras de artistas e fotógrafos que usam ou a imagem do carro como inspiração ou o próprio carro como suporte para as suas criações. Acompanhe este trabalho pelo Instagram, seguindo @chico.barbosa

Blog